Reunimos com a Junta de Freguesia da Misericórdia, Bairro Alto, Lisboa


Partilhar

 

Na foto: Leonor Duarte (Academia Cidadã) , Carla Madeira (Presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia), Carlos Teixeira Pinha e Luis Filipe Paisana (AMBA-Associação de Moradores do Bairro Alto)

 

Reunimos com a Presidente da Junta de Freguesia da Misericórdia que expressou a sua preocupação sobretudo com a zona do Bairro Alto e a perda de população da Freguesia: cerca de 1000 eleitores.

Declarou também que faria tudo ao seu alcance para que o Património Municipal habitado não fosse alienado e que a Vereadora Paula Marques estará a promover a reabilitação do Património Municipal. Considera que a Lei das Rendas e o licenciamento zero são os principais responsáveis pelos problemas actuais. Referiu o estudo que está a ser elaborado pelas freguesias do Centro Histórico e o reforço de verba para fazer face ao enorme aumento do lixo.

Para além da argumentação constante na Carta Aberta, considerámos que as Juntas podem fazer o levantamento das casas devolutas, criar um gabinete Habitar  a exemplo da Junta de Freguesia do Bonfim no Porto e  informar com urgência  os cidadãos para não negociarem a saída das suas casas sem se proverem de apoio jurídico.

Realçámos  que as despesas  decorrentes da utilização massiva dos bens públicos bem como as isenções de impostos são pagas por nós através  dos impostos. Sublinhámos também que os turistas não votam e os residentes não permanentes tão pouco.

Partilhar

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *