Debate – A privatização do Espaço Público. Para Onde Vai o Martim Moniz?


No dia 30 de Novembro, debatemos a privatização do espaço público, a propósito de um projecto de renovação do espaço da Praça Martim Moniz. Foram nossos convidados António Brito Guterres, João Seixas, Nuno Rodrigues, Rita Aguiar Rodrigues e Vitor Belanciano.

Streaming 1  Streaming 2 Streaming 3   Streaming 4

Depois do fecho súbito do Miradouro de Santa Catarina, deparámo-nos com a renovação do Martim Moniz, sem qualquer esclarecimento público.

O projecto de reutilização da Praça, elaborado pelo actual concessionário, a Stone Capital, foi entretanto apresentado em reunião pública . Esta reunião foi convocada pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior. A CML não tornara público o projecto, nem mesmo entre todos os vereadores.

E o concessionário viu a sua propostas de contentores para lojas e restauração ser rejeitado pela população.

Nessa reunião também esteve presente o vereador do Urbanismo, Manuel Salgado, que tomou nota das propostas dos presentes. As pessoas afirmaram querer um jardim, um lugar para descansar pois estão “cansadas de festa”

Ficaram as perguntas : a CML  (?) rejeitou (?) a proposta por si própria aprovada? Pois que terá feito convites a arquitectos e terá aprovado a proposta do Atelier  José Adrião. Ou terá sido o concessionário que a rejeitou?

 

E por que aprovou o prolongamento  da concessão por mais 14, em Setembro de 2018? E como se poderá acabar com esta concessão? O espaço público é nosso? E o administrador do espaço público é a CML, foi para nos representar que a elegemos? O que podemos, nós os cidadãos fazer?

Transparência e diálogo, requere-se.

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.